03 nov 2017

3 deputados federais baianos comentaram os impactos da Reforma Trabalhista na vida dos trabalhadores

Postado por admin em Sem categoria Nenhum comentário

“As mudanças feitas vão liberar os patrões a praticarem todo tipo de jornada, de critérios para contratação, demissão, negociação coletiva, e promoverão ainda a fragmentação da estrutura sindical, a retirada da infraestrutura necessária para manutenção da atividade dos sindicatos. Será um desmonte generalizado, grave e a mais densa ameaça aos direitos dos trabalhadores nos últimos 100 anos”, afirmou o deputado federal Daniel Almeida (PCdoB).

Para Bebeto Galvão (PSB), a reforma padece de legitimidade exatamente porque não se sustenta de dados técnicos que comprovam reais melhorias para o mundo do trabalho. “É lamentável, porque verificamos, não apenas por parte dos trabalhadores, mas do setor produtivo, profundas dúvidas sobre a sua aplicação. O relator não analisou sequer os vícios de iniciativa, tão presentes no conteúdo, de forma tal, que muitos dos artigos poderão ser caracterizados como inconstitucionais”, disse.

Alice Portugal (PCdoB) concluiu dizendo que “o governo Temer mostra sua cara. A reforma trabalhista é a desconstrução mais severa da regulamentação do trabalho da história do País. É uma revogação literal de boa parte da CLT, um emagrecimento da ação dos sindicatos, da tentativa, inclusive, de morte por inanição, com o fim do imposto sindical. Somente o povo nas ruas poderá contraditar essa reforma trabalhista que eterniza a terceirização, o trabalho intermitente acaba com a Justiça do Trabalho, que, por sinal, tende a ser incorporado à Justiça Federal”, alertou.

Fonte: CTB nacional
Pesquisa e seleção de Marko Ajdaric

Deixe um comentário Nome, Email e mensagem são necessários